Odebrecht compra mais 10% de Santo Antônio

O grupo Odebrecht, aos poucos, está se tornando uma grande empresa geradora de energia, deixando de ser apenas uma construtora do setor. A empresa de energia do grupo já detém contratos para erguer um parque gerador com capacidade instalada de 1.600 MW no Brasil e no Peru, com investimentos totais estimados a serem garantidos pela empresa superiores a R$ 5 bilhões.

A mais recente aquisição do conglomerado foi uma participação de 10% na sociedade dona da usina hidrelétrica de Santo Antônio que estava na carteira do Fundo de Investimento em Participações (FIP) Amazônia Energia, conforme adiantou a edição do Valor Online de sexta-feira. Com isso, a empresa passa a deter 28,6% do capital da usina que está sendo construída no Rio Madeira com investimentos da ordem de R$ 13 bilhões.

O crescimento da área de geração está mais lento do que planejava a empresa, que tinha intenções de ser investidora em projetos como Belo Monte e hoje atua apenas na construção da usina. Por isso mesmo, a companhia passou a diversificar sua atuação. A dificuldade em vencer leilões de hidrelétricas no Brasil a levou para o investimento em eólicas. No ano passado, vendeu energia no leilão de reserva para construir parques no Rio Grande do Sul de 116 MW e ainda comprou o complexo Aracati, no Ceará, com capacidade de 240 MW.

Também no ano passado a empresa participou de um leilão de energia no Peru onde vendeu megawatts da hidrelétrica de Chaglla, usina que terá capacidade de gerar 406 MW. A empresa ainda detém concessões de outras usinas no Peru, mas recentemente desistiu de levar adiante alguns projetos que seriam instalados em terras indígenas.

Em Santo Antônio, a Odebrecht Energia passa a deter 28,6% do capital da empresa, o que lhe garante em seu portfólio 880 MW do total da capacidade instalada da usina. A participação estava sendo negociada por todos os sócios do empreendimento, mas a Odebrecht acabou levando toda a parcela e também tem interesse em comprar eventualmente as cotas de outros acionistas que queiram deixar a sociedade.

A empresa comprou a parte do Royal Bank of Canada que estava no FIP Amazônia Energia. O valor total do patrimônio líquido do fundo, segundo dados enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), é de cerca de R$ 374 milhões e o FIP detém 20% das ações da Santo Antônio Energia. Os cotistas atuais são o FI FGTS e o Royal Bank of Canada que compraram as participações originais do fundo que eram do Santander e do Banif.

A Odebrecht confirmou a operação mas não quis revelar valores. Estima-se que tenha que pagar pelo menos R$ 170 milhões relativos à metade do patrimônio do fundo mais um prêmio, além de se comprometer com garantias do financiamento.

A nova composição acionária da Santo Antônio Energia ficará da seguinte forma: Odebrecht (28%), Andrade Gutierrez (12%), FI FGTS (10%), Cemig (10%) e Furnas (40%).

Por Josette Goulart
Fonte: Valor Econômico 

Deixe um comentário