Policiais do Brasil e Peru encurralam haitianos sobre ponte na fronteira

Um grupo de aproximadamente 100 imigrantes haitianos está encurralado desde sábado (14) sobre a ponte binacional que liga o município de Assis Brasil (AC) a Iñapari, no Peru, tentando ingressar em território brasileiro.

A polícia do Peru pressiona para que os haitianos prossigam viagem rumo ao Brasil e não permite que percorram o território peruano de volta ao Haiti. Do lado brasileiro, agentes da Polícia Federal impede a entrada dos haitianos.

A TV Gazeta, de Rio Branco, exibiu imagens dos haitianos sobre a ponte, e relatou o clima de tensão. Segundo a emissora, funcionários da imigração peruana teriam estabelecido prazo para que os haitianos se retirem de Iñapari.

Os haitianos estão na pequena cidade peruana estão há três dias sem se alimentar. Outros 600 haitianos ainda permanecem em Brasiléia. Agentes da Polícia Federal intensificaram nos últimos dias a fiscalização na fronteira do Acre com o Peru e com a Bolívia para impedir a entrada de haitianos.

A determinação de barrar os imigrantes haitianos partiu do governo federal foi comunicada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Acre, que deixou de oferecer comida e abrigo aos que chegarem a cidade de Brasiléia.

– A situação é tensa. Estou triste com a decisão do governo brasileiro – afirmou o representante da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Acre, Damião Melo.

O representante do governo do Acre disse que todos os dias chora ao ouvir relatos de sofrimento dos imigrantes haitianos que buscam trabalho no Brasil.

– Temos um haitiano aqui há três meses. Ele hipotecou a casa no Haiti e deixou lá a mulher e os filhos. Não tem mais dinheiro e o banco vai tomar a casa dele. É uma situação muito triste, embora meu telefone não pare de tocar com empresários de todas as partes do Brasil querendo contratar mão-de-obra haitiana – disse Melo.

Por: Altino Machado
Fonte: Blog da Amazônia

 

Deixe um comentário

Um comentário em “Policiais do Brasil e Peru encurralam haitianos sobre ponte na fronteira

Fechado para comentários.