Amazônia perdeu 208 km² de floresta no último bimestre de 2011

Nos meses de novembro e dezembro a Amazônia teve 207,59 km² de áreas desmatadas ou degradadas, segundo os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) divulgados ontem (2).

Em novembro, os satélites observaram 133 km² de novos desmatamentos e, em dezembro, mais 74,6 km².  Nos mesmos meses de 2010, o Inpe havia registrado 113,61 km² e 21,31 km² de derrubadas, respectivamente.

Abaixo a distribuição do desmatamento por Estado:

Novembro Dezembro
Acre  12,13 km²    0,27 km²
Amazonas  17,86 km²    7,94 km²
Maranhão    0,88 km²    1,86 km²
Mato Grosso  37,49 km²  16,32 km²
Pará  43,37 km²  15,19 km²
Rondônia  15,91 km²     8,61 km²
Roraima    5,36 km²   23,88 km²
Tocantins

    0,52 km²
TOTAL    133 km²    74,59 km²

Entre novembro e abril, que consiste na época de chuvas na Amazônia e se torna mais difícil a observação por satélites devido à intensidade de nuvens que cobrem a região, o INPE divulga os resultados do DETER agrupados por bimestre, embora o sistema mantenha durante todo o período a operação regular e o envio dos dados ao Ibama.

Em novembro, 47% da área da Amazônia Legal permaneceu encoberta pelas nuvens.  No mês dezembro foram 44% da área total.

Em função da cobertura de nuvens variável de um mês para outro e, também, da resolução dos satélites, o INPE não recomenda a comparação entre dados de diferentes meses e anos obtidos pelo sistema DETER.

Deixe um comentário

Um comentário em “Amazônia perdeu 208 km² de floresta no último bimestre de 2011

  • 6 de fevereiro de 2012 em 14:35
    Permalink

    gostaria de saber de quando é a foto publicada. Me parece que a foto nao é de agora e serve somente para querer impressionar as pessoas. Sou contra o desmatamento mas nao conta o corte legal e sustentável das árvores, árvores estas que nascem – cresce – se tornam adultas( quando deveriam servir para o corte) e depois morrem.
    As árvores sao as únicas coisas na natureza que pode ser aproveitada de forma racional e sustentável, plantada outra vez e depois de algum tempo usada novamente pois ela cresce. Isto nao acontece com o ferro,granito,mármore e o petroleo. Estes sim podem ser extintos.

Fechado para comentários.