Mais de 120 famílias estão desabrigadas pela cheia do Rio Acre

Nível do manancial subiu ontem para 15,10 metros, deixando mais de 200 pessoas desalojadas em Rio Branco

O Rio Acre ontem à tarde estava com 15,10 metros – 1,10 metro acima da cota de transbordamento (14 metros). A subida no nível das águas também fez crescer o número de desabrigados em Rio Branco. Além das que são levadas para casas de parentes, mais de 120 famílias estão alojadas nos abrigos da prefeitura, instalados no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, no Segundo Distrito.

“Ao todo, centenas de pessoas estão sendo amparadas pela prefeitura”, sintetiza o coordenador da Defesa Civil Municipal, coronel Gilvan Vasconcelos. Ele garante que, enquanto a própria Defesa Civil e a Secretaria de Ação Social presta atendimento às famílias que chegam ao Parque, o Corpo de Bombeiros trata da remoção daquelas que pedem ajuda nas áreas alagadiças da capital.

Rio Acre ontem à tarde estava com 15,10 metros

Gilvan Vasconcelos também ressalta que os sinais de vazante do rio em Assis Brasil (região da nascente do manancial) podem significar diminuição das águas em Rio Branco nas próximas horas, porém, o Riozinho do Rôla continua com o nível elevado em virtude das chuvas.  O coordenador assegura que a expectativa das equipes é de que o nível do rio baixe, mas de que estão preparadas para atender a população.

Meteorologia prevê mais chuvas para as próximas horas

A Divisão de Meteorologia e Climatologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) prevê a ocorrência de mais chuvas para as próximas 72 horas em Rio Branco e regiões de Acrelândia, Brasileia, Cruzeiro do Sul, Sena Madureira e Tarauacá.

De acordo com o boletim meteorológico, o tempo hoje na capital permanece de nublado a encoberto com chuva. A temperatura varia entre a máxima de 29 graus e a mínima de 22, com a sensação térmica gerando o efeito de 33 e 22 graus (máxima e mínima). A umidade relativa oscila entre 75% e 100%. Para amanhã, quinta-feira, a previsão é de céu nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas.

Bairros localizados em áreas baixas da capital acreana são os mais atingidos pela cheia

A temperatura estará variando entre a máxima de 31 graus e a mínima de 22. A sensação térmica apontará para os 36 e 22 graus (máxima e mínima), com a umidade relativa do ar atingindo a média de 65% e 100%. Na sexta-feira, 17, o tempo estará nublado a encoberto com chuva.

A temperatura poderá variar entre a máxima de 26 graus e a mínima de 21, com a sensação térmica gerando o efeito de 27 e 21 graus (máxima e mínima), com a umidade relativa do ar permanecendo na média de 75% e 100%.

Chuvas acima do normal para a região

O boletim meteorológico do Sipam aponta a ocorrência de chuvas acima dos padrões climatológicos no centro e leste do Amazonas, no Amapá, parte norte do Pará (abrangendo o Baixo Amazonas, região do Marajó e região metropolitana de Belém), sul do Tocantins, Acre, centro-sul de Rondônia, e oeste e noroeste do Mato Grosso. A temperatura também permanecerá abaixo dos padrões climatológicos no Acre, centro-sul de Rondônia, e oeste e sudoeste do Mato Grosso. A previsão é feita para os messes de fevereiro, março e abril.

Fonte: Página 20

Deixe um comentário