Ministério da Justiça autoriza envio de Força Nacional para Amazonas e Pará

Portaria do Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial da União de ontem (13), autoriza o envio de tropas da Força Nacional de Segurança Pública aos estados do Pará e do Amazonas. A portaria foi assinada pelo ministro José Eduardo Cardozo, na última sexta-feira (10).

A autorização atende a pedido feito no início de janeiro pela Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da Presidência da República. Os policiais serão encarregados de garantir a segurança de defensores dos direitos humanos dos dois estados que, em função de sua militância, correm risco de morte ou estão vulneráveis.

O número de policiais disponibilizados pelo Ministério da Justiça obedecerá ao planejamento definido pelos entes envolvidos na operação, coordenada pela Secretaria de Direitos Humanos. O prazo previsto para atuação da força nos dois estados será de 30 (trinta) dias, que poderão ser prorrogados se necessário.

Por: Alex Rodrigues
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Nádia Franco

Deixe um comentário

3 comentários em “Ministério da Justiça autoriza envio de Força Nacional para Amazonas e Pará

  • 15 de fevereiro de 2012 em 11:09
    Permalink

    É muito interessante a preocupação com a proteção de líderes de agitadores a serviço de ongs internacionais e a total desproteção da população geral que vive a mercê de bandidos urbanos que nos mantém refens nas grandes e pequenas cidades, nos matando e roubando pra comprar drogas.
    “Parabens”

    Resposta
    • 23 de fevereiro de 2012 em 3:37
      Permalink

      “Interessante” mesmo é ver gente como vc, que de maneira arrogante evidencia todo o desconhecimento dessa sociedade hipócrita. Não sabe o que diz mas se acha esperto vomitando senso comum…Uma lástima!

      Resposta
  • 16 de fevereiro de 2012 em 17:19
    Permalink

    Finalmente uma medida concreta a favor daqueles que dão a vida pelo nósso valioso patrimonio natural

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*