Sinop: governo da 30 dias para analisar impactos de usina

A secretaria do Meio Ambiente de Mato Grosso reestruturou a equipe multidisciplinar que analisa os estudos e relatórios dos impactos da hidrelétrica de Sinop e prorrogou por mais de 30 dias, o prazo de conclusão dos trabalhos. A portaria publicada no Diário Oficial do Estado, que circula hoje, aponta que ela passa ser composta por dez pessoas, entre engenheiros sanitaristas, florestais e civis, profissionais das áreas de biologia, sociologia e geologia.

A publicação aponta ainda que a mudança da equipe, foi em decorrência do afastamento e desligamento de alguns técnicos, por motivos não revelados. Já a dilatação do prazo, ocorreu para a análise das complementações e esclarecimentos requeridos à Empresa de Pesquisa Energética (EPE), veiculada o Ministério de Minas e Energia, responsável pela elaboração dos estudos. Vale lembrar também que este processo ficou parado por pelo menos dois meses, pela Justiça Federal ter decretado a suspensão, analisando se esta ação caberia a Sema ou ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama).

Os pontos indagados nos pedidos de complementações, só devem conhecidos na audiência pública, dia 13 de março, em um centro de eventos, no município, necessária para liberação das licenças para as obras. Em uma anterior, realizada pela própria Sema, já se soube que a área utilizada será de 33,700 mil hectares, sendo 30,300 mil hectares inundados (incluído áreas produtivas). A hidrelétrica atingirá diretamente 408 famílias. Uma comissão formada por entidades sinopenses pede compensações superiores a R$ 204 milhões.

Conforme Só Notícias já informou, a capacidade instalada da usina deve ser de 400 megawatts de energia, com concessão prevista de 30 anos. Não há estimativa oficial de investimentos nem de empregos que devem ser gerados, mas além de Sinop, que concentrará 60% do reservatório, ela abrangerá Sorriso, Itaúba, Cláudia e Ipiranga do Norte.

Por: Weverton Correa
Fonte: Só Notícias 

Deixe um comentário