Baixa do Rio Acre não garante a volta para casa dos moradores atingidos pela enchente

O nível do Rio Acre continua baixando. A ultima medição, feita às 15h [17h, no horário de Brasília] de hoje (29), registrou 16,04 metros, cerca de 2 metros acima da cota de transbordamento, que é 14 metros. Ontem (28), às 18h, o rio estava com o nível em 16,88 metros.

No estado do Acre, 133.290 pessoas foram atingidas pelas enchentes. Só no capital, Rio Branco, 1.776 famílias estão em alojamentos do governo.

Segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal de Rio Branco, coronel Gilvan Vasconcelos, as famílias que estão em alojamentos só retornarão para casa quando o nível do rio atingir um patamar abaixo da cota de alerta, que é 13,26 metros.

Entretanto, novas chuvas podem fazer com que o nível do rio suba rapidamente. “Nesta época do ano chove bastante, principalmente nas cabeceiras dos rios no Peru e na Colômbia. Isso faz com que os níveis das águas fiquem inconstantes, variando muito de um dia para outro”, declarou o coordenador. O governo do Acre está monitorando a área com técnicos do Ministério da Integração.

O governo federal autorizou a liberação de R$ 3 milhões para o estado do Acre e R$ 2 milhões para Rio Branco, com o objetivo de ajudar no socorro às vítimas. As ações são realizadas por vários ministérios, com o comando do Grupo de Apoio a Desastres (Gade), da Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Doações também podem ser feitas. A Ordem dos Advogados do Brasil no Acre abriu uma conta-corrente no Banco do Brasil para receber doações. O número da agência da conta OAB Solidária é 3550-5 e o número da conta é 7924-3.

Fonte: Agência Brasil – EBC

Deixe um comentário