Estados do Norte e Nordeste assinam termo de compromisso para aumentar área livre de febre aftosa

Os governos de Alagoas, do Ceará, Maranhão, da Paraíba, do Pará, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte querem que seus estados fiquem livres da febre aftosa com vacinação até o fim do ano. Ontem (27), eles assinaram um termo de compromisso proposto pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a fim de buscar o reconhecimento de região livre da doença que ataca o rebanho bovino.

Os secretários de Agricultura e gestores de agências de defesa agropecuária dos estados se comprometeram a executar integralmente todas as medidas determinadas nos planos de ação e algumas complementares para corrigir as deficiências apontadas em auditorias do Mapa feitas entre 2011 e o início deste ano.

Na próxima semana ocorrerá, em Brasília, uma reunião preparatória com técnicos que participarão da próxima etapa do cronograma definido pelo ministério, que tratará do inquérito soroepidemiológico nos estados de Alagoas, do Ceará, Maranhão, Pará, de Pernambuco e do Piauí.

O Mapa informou que a Paraíba e o Rio Grande do Norte, por não atenderem a expectativa mínima esperada, terão restrições para transitar com seus animais susceptíveis à febre aftosa pelos demais estados. A restrição vigora até que as próximas auditorias demonstrem resultados positivos em relação à sanidade animal no dois estados.

“Precisamos ter certeza de que não há circulação de vírus na região e que os estados contam com uma estrutura mínima para manter o status alcançado. Queremos que o bloco avance como um todo, para que possamos apresentar um pleito único, de toda a região, na Organização Mundial da Saúde Animal”, disse o diretor do Departamento de Saúde Animal do Mapa, Guilherme Marques.

Por: Danilo Macedo
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário