CMN autoriza prorrogação de financiamentos de produtores atingidos por tragédias climáticas

O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou ontem (26) a prorrogação e renegociação de operações de crédito do Programa de Sustentação de Investimentos (PSI) feitas por produtores rurais que tiveram prejuízos com a seca nas regiões Nordeste e Sul e as enchentes no Norte.

Segundo o secretário adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, João Rabelo, as propriedades devem estar em municípios que decretaram e tiveram reconhecida a situação de calamidade pública em decorrência das adversidades climáticas.

Na Região Sul, os produtores em situação de adimplência em 31 de dezembro de 2011 podem prorrogar até 15 de setembro deste ano o pagamento das prestações compreendidas entre 1º de janeiro e 14 de setembro de 2012. No Norte e Nordeste, as operações que estavam em dia em 31 de janeiro deste ano podem ter o pagamento das prestações dos meses seguintes prorrogadas até 15 de dezembro.

De acordo com o Ministério da Fazenda, os produtores que tiveram redução, comprovada por laudo técnico, superior a 30% da renda podem renegociar até 100% das parcelas com vencimento em 2012. A formalização das prorrogações ou renegociações deve ser feita até 30 de dezembro deste ano para as operações contratadas na Região Sul e até 28 de fevereiro de 2013 para as do Norte e Nordeste.

Ainda não foi levantado os volumes de recursos e operações dessas regiões que podem ser envolvidos na renegociação, que abrange contratações feitas de dois a três anos atrás, mas Rabelo informou que, somente este ano, os financiamentos feitos dentro do PSI chegam a R$ 4,9 bilhões.

Por: Danilo Macedo
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário