Eletrobras retoma fornecimento de energia a prédios da prefeitura de Boa Vista

Município conseguiu liminar na justiça determinando o religamento em 33 unidades.  Do estado, apenas secretaria de Fazenda foi religada

Através de uma liminar, prédios públicos do município em Boa Vista (RR) tiveram seu fornecimento de energia restabelecido nesta quarta-feira, 18 de abril. O corte aconteceu devido a uma dívida de mais de R$ 7 milhões do governo do estado e da prefeitura. Por conta disso, a Eletrobras Distribuição Roraima cortou o fornecimento de energia de 70 prédios públicos na cidade de Boa Vista, sendo 37 do estado e 33 da prefeitura. O fornecimento foi mantido apenas nos órgãos de prestação de serviços essenciais tais como unidades de saúde e de ensino e órgãos policiais.

De acordo com a distribuidora, caso a dívida, que vem sendo negociada há dois anos, não seja quitada ou renegociada, o corte de energia permanecerá até que hajam cobranças por meio judicial. Apesar da dívida, o governo do estado alega que Eletrobras tem um débito em aberto de R$ 200 milhões em dívidas tributárias. No entanto, a distribuidora afirmou que não reconhece a dívida em questão. Ao invés disso, a empresa alega que o déficit seria de R$ 9 milhões e tal dívida, já estaria em andamento na justiça, uma vez que a empresa reconhece como incorreta essa interpretação do governo.

Na tentativa de reestabelecer o fornecimento de energia, a prefeitura de Boa Vista recorreu na justiça e, através de uma liminar, a companhia religou a energia de todos os prédios do município. O governo do estado solicitou judicialmente apenas o religamento do prédio da Secretaria de Fazenda, e este permanece, até o momento, o único a ter sua energia reabastecida. Os outros edifícios estaduais ainda não têm previsão de retorno de fornecimento de energia que, de acordo com a distribuidora, será concedido apenas mediante negociação ou quitação da dívida.

Por: Tatiana Resende
Fonte: Agência CanalEnergia

Deixe um comentário