BNDES e Fundação Banco do Brasil vão apoiar comunidades pobres em seus projetos de uso sustentável na Amazônia

Comunidades pobres da Amazônia, que exploram a riqueza da floresta, vão receber recursos para o desenvolvimento de suas atividades econômicas sustentáveis. Contrato no valor de R$ 25 milhões foi firmado entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) e a Fundação Banco do Brasil (FBB) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, encerrada na última sexta-feira (22), e divulgado ontem (25) pelo BNDES.

“As comunidades que vão ter uma cadeia apoiada, como a cadeia do açaí, piscicultura, pesca artesanal, borracha, artesanato, óleos essenciais, vão ser organizadas para que aufiram renda de uma forma sustentável não só em relação à natureza, mas de uma forma economicamente sustentável. Ou seja, que elas tenham uma forma contínua de geração de renda e de sustento da família”, disse à Agência Brasil o gerente do Departamento de Economia Solidária da Área de Agropecuária e Inclusão Social do BNDES, Eduardo Lins.

O banco entrará com recursos não reembolsáveis no valor de R$ 15 milhões, oriundos do Fundo Amazônia, enquanto a FBB participará com R$ 10 milhões. Esse é o primeiro contrato no âmbito do acordo de cooperação técnica e financeira entre o BNDES e a FBB, que prevê investimentos de R$ 100 milhões nos próximos cinco anos, informou a assessoria de imprensa do BNDES.

Lins destacou que mesmo um projeto de preservação de florestas, “se for com a geração de trabalho e renda, participa do nosso contrato”. O foco principal são projetos realizados por comunidades da região amazônica ou que resultem em seu benefício. Disse ainda que as tecnologias sociais associadas a esse processo produtivo, que estejam ambientalmente adequadas, poderão ser apoiadas também pelo BNDES e a FBB. São tecnologias que dão soluções integrais aos projetos e resolvem problemas como saneamento, segurança alimentar, acesso a água potável, entre outros.

De acordo com Lins, os projetos aprovados terão monitoramento constante. O acompanhamento, com assistência técnica, será feito por uma unidade especializada, seja da própria Fundação Banco do Brasil ou uma organização com experiência, localizada na região. O contrato contemplará projetos com duração até dois anos.

Este é o terceiro acordo de cooperação entre o BNDES e a FBB, mas o primeiro com recursos do Fundo Amazônia. Os anteriores, assinados em 2009 e 2010, tiveram como aportes do BNDES recursos não reembolsáveis provenientes do Fundo Social do banco.

Por: Alana Gandra
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário

2 comentários em “BNDES e Fundação Banco do Brasil vão apoiar comunidades pobres em seus projetos de uso sustentável na Amazônia

  • 4 de novembro de 2014 em 16:30
    Permalink

    A FBB/FUNDO AMAZONIA PODERIAM APOIAR A CADEIA PRODUTIVA DO ACAIZEIRO DOS 12 MUNICIPIOS MARANHENSES DA PRE-AMAZONBIA PRODUTORES DO ACAI QUE E DESCAMINHADO PARA O PARA, SENDO EXPORTADO PELA PAUTA PARAENSE, SEM NENHUM GANHO PARA AQUELES MUNICIPIOS. COMO FAZER?

Fechado para comentários.