Rio+20: secretário-geral da ONU lamenta poucos avanços na área ambiental desde 1992

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, lamentou os poucos avanços na área ambiental desde a Rio92, mas parabenizou a presidência do Brasil pelos resultados das negociações durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20. Segundo ele, durante a conferência, o mundo terá uma “segunda chance”.

“Estamos diante de um acordo histórico, não vamos perder essa oportunidade. O mundo está nos observando para ver se seremos capazes de fazer as mudanças”, disse.

Ban Ki-moon também ressaltou que a Rio+20 não é o fim de um processo, mas apenas o começo dele.”Está na hora de pensarmos globalmente e localmente. Estamos lutando contra o relógio”, alertou.

Ainda durante a cerimônia, Dilma Rousseff foi eleita a presidenta da conferência. Em seguida, ela fez um breve discurso de agradecimento, deu boas vindas aos participantes e abriu os trabalhos, que serão conduzidos pelo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota.

Por: Thais Leitão e Flávia Villela
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Lílian Beraldo

Deixe um comentário