Comissão da Câmara vai ouvir responsáveis pelas obras de Jirau sobre aliciamento de trabalhadores

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico de Pessoas da Câmara aprovou ontem (11) a convocação de representantes das empresas responsáveis pelas obras da Usina Hidrelétrica Jirau, em Rondônia, para falar sobre denúncias da existência de aliciamento de trabalhadores para os empreendimentos.

Foram convocados os presidentes do Grupo Camargo Corrêa, Dalton dos Santos Avancini, e do Consórcio Energia Sustentável do Brasil, Victor Paranhos. Segundo o presidente da comissão e autor do requerimento, deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA), chegaram à CPI denúncias de que trabalhadores estão sendo aliciados para se deslocarem dos estados de origem para as obras.

Em nota encaminhada à Agência Brasil, a Energia Sustentável do Brasil, empresa responsável pela construção e operação da hidrelétrica Jirau, e a Construtora Camargo Corrêa, contratada para a execução das obras civis do projeto, repudiaram e consideraram “infundadas” as denúncias.

“Os canteiros de obras da Usina Hidrelétrica Jirau dispõem de completa infraestrutura de acomodações e lazer para os trabalhadores. Todos os alojamentos possuem ar-condicionado, os refeitórios funcionam 24h, as áreas de lazer são amplas e acessíveis. Os trabalhadores têm à disposição academia de ginástica, quadras poliesportivas, salas de internet, posto de serviços bancários, caixas eletrônicos, lojas de conveniência, farmácia, cinema e outras facilidades criadas para prover um ambiente amigável e seguro”, diz trecho da nota.

Como a Congresso entra em recesso a partir do próximo dia 18, as oitivas só devem ser marcadas no mês de agosto.

Por: Ivan Richard e Luciene Cruz
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Rivadavia Severo

Deixe um comentário