Engenheiros da Norte Energia chegam a Altamira, após serem libertados por índios

Índio durante ocupação de Belo Monte

Acabam de chegar a Altamira (PA) os dois engenheiros da Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que, desde a última terça-feira (24), estavam detidos por índios das etnias Juruna e Arara na Aldeia Maratu, no estado.

De acordo com a Norte Energia, os índios decidiram libertá-los ontem (26), após serem informados por rádio de que, em conversa entre as partes e um representante do Ministério Público Federal, em Altamira, foi garantida nova reunião entre líderes indígenas e funcionários da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da empresa. A previsão é que esse encontro ocorra nas próximas horas. No grupo que acaba de chegar ao Porto de Altamira, também há índios que deverão participar da reunião.

A Norte Energia confirmou à Agência Brasil que, na carta enviada pelos líderes indígenas, ainda não divulgada, consta a cobrança de execução de algumas obras compensatórias. A empresa acrescenta que, segundo informações da Funai, os reféns foram bem tratados e bem alimentados, e não houve violência.

A empresa estuda a possibilidade de entrar na Justiça contra os índios, mas isso só será decidido pela área jurídica, após ouvir os funcionários. Os dois engenheiros e o técnico terceirizado foram detidos pelos índios quando iam apresentar o plano da empresa para a transposição do Rio Xingu. O técnico foi libertado ontem, depois de passar por uma crise nervosa.

Por: Pedro Peduzzi
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Juliana Andrade

Deixe um comentário