Feira do Livro do Tocantins acaba hoje com expectativa de ter movimentado R$ 10 milhões

Com um público diário estimado em 40 mil pessoas, termina hoje (15) a Feira Literária Internacional do Tocantins, em Palmas, capital do estado, com destaque para a literatura regional. Antes, a feira passou por 12 municípios tocantinenses, totalizando 58 dias do evento.

Do total de 68 livros lançados durante a feira, 60 foram escritos por tocantinenses. Entre as formas literárias destacaram-se o romance, a poesia e o cordel. Em Palmas, foram cerca de 460 eventos, entre palestras, oficinas, debates e apresentações de cordel e repente, de acordo com dados da organização da exposição.

A feira contou com a presença e autores internacionais que falaram ao público sobre o panorama da literatura em outros países. Um deles foi o escritor mexicano Juan Pablo Villalobos, que enfatizou a arte do humor na literatura.

A programação incluiu ainda o 1º Seminário Nacional do Plano do Livro e da Leitura, que discutiu políticas de promoção à leitura no país. Além da busca por ampliar o contato da população com a literatura, a feira facilitou o acesso dos profissionais de educação aos livros. Mais de 12 mil servidores da área adquiriram obras por meio do cheque-livro, do governo do estado, que oferece entre R$ 100 e 180 para a aquisição das obras.

Embora o balanço financeiro ainda não esteja fechado, a expectativa do secretário de Educação do Tocantins, Danilo de Melo, é que a feira tenha movimentado R$ 10 milhões entre a venda de livros, compras governamentais para escolas públicas e o cheque educação.

Yara Aquino
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Rivadavia Severo

Deixe um comentário