Marina Silva homenageada

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, candidata às últimas eleições presidenciais, carregou a bandeira olímpica ao lado de personalidades como o secretário-geral das Nações Unidas, Ban-Ki-Moon, e o ex-pugilista americano Muhammad Ali. A brasileira foi homenageada por sua luta pelas causas ambientalistas, principalmente ao lado de Chico Mendes, assassinado em 1988.

Também carregaram a bandeira o ex-fundista etíope Haile Gebresselassie, o músico argentino Daniel Barenboim, fundador da West-Eastern Divan Orchestra, que reúne músicos palestinos e israelenses, assim como a liberiana Leymah Gbawee, vencedora do Nobel da Paz em 2011.

Completaram a lista três britânicos que atuam em obras de caridade, Shami Chakrabati, diretora do Conselho Nacional das Liberdades do Reino Unido; e sua compatriota Sally Becker, conhecida como o “Anjo de Mostar”, que ajudou a evacuar vítimas de guerras na Bósnia e no Kosovo; e o londrino Darren Lawrence.

Chama arderá por 16 dias na capital britânica A chama olímpica vai iluminar o Estádio Olímpico de Londres durante os 16 dias de competições. A pira foi acesa por sete jovens que receberam a tocha das mãos do pentacampeão olímpico britânico de remo Steve Redgrave. Ele transportou a chama desde o Rio Tâmisa, onde o jogador de futebol inglês David Beckham a trouxe a bordo de um barco, acompanhado pela velocista de Barbados Jade Bailey. Acesa como manda a tradição da cidade grega de Olympia, em maio, a chama percorreu 20.600km antes de chegar ao estádio para iluminar os Jogos de Londres. Pouco antes da chegada da chama, a rainha Elizabeth II havia inaugurado a competição.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe um comentário