Implantação de linha de transmissão entre Rondônia e São Paulo vai receber financiamento do BNDES

Financiamento no valor de R$ 1,05 bilhão será concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a Norte Brasil Transmissora de Energia, sociedade de propósito específico (SPE) formada pelas empresas Abengoa, Eletronorte e Eletrosul para explorar a concessão de serviço de transmissão de energia elétrica do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira. A aprovação do empréstimo foi anunciada ontem  (28) pelo banco.

Os recursos permitirão a implantação da linha de transmissão coletora, com cerca de 2,3 mil quilômetros de extensão, de Porto Velho (RO) a Araraquara (SP). O projeto está inserido no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e prevê ampliar o fornecimento de energia elétrica para o país. A previsão é que a linha entre em operação no primeiro semestre de 2013.

O BNDES informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que a linha de transmissão atravessará cinco estados e mais de 80 municípios. Deverão ser gerados com as obras cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos.

O projeto apresenta custo total de R$ 1,98 bilhão e prevê também a emissão de debêntures de infraestrutura para financiamento de R$ 200 milhões, o que equivale a 10,1% do investimento global, disse a assessoria.

Com base em relatório que será apresentado pela SPE, o BNDES financiará também projetos sociais na região de influência do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira.

Por: Alana Gandra
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário