MPF/AC denuncia “coiotes” que transportaram imigrantes ilegais da Bolívia para o Brasil

Dupla cobrou R$ 1 mil para trazer três pessoas de Cobija até Rio Branco

O Ministério Público Federal no Acre (MPF/AC) denunciou à Justiça Federal um estudante de Rio Branco e um taxista de Senador Guiomard por introduzirem no território brasileiro três cidadãos de origem estrangeira sem que estes possuíssem documentação regular no Brasil.

O crime foi flagrado em julho de 2010 durante operação da Força Nacional e Polícia Federal no trevo do município de Senador Guiomard, a 23 quilômetros da capital Rio Branco e no caminho para a fronteira com a Bolívia e Peru. Segundo o inquérito, os estrangeiros teriam pago R$ 1 mil pelo transporte, que geralmente custa menos de R$ 40 por pessoa, no mesmo trajeto.

A ação penal assinada pelo procurador da República Eduardo Henrique de Almeida Aguiar pode render aos réus pena de até três anos de prisão, se forem condenados, pela infração ao artigo 125, inciso XII, do Estatuto do Estrangeiro.

Fonte: MPF – Ministério Público Federal

Deixe um comentário