Presidenta do Ipea é nomeada para grupo de alto nível sobre desenvolvimento sustentável

Um grupo de alto nível foi nomeado pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para elaborar um plano de ação cujo objetivo é o desenvolvimento sustentável global para depois de 2015. O grupo deve reunir propostas relativas às questões econômicas, políticas e sociais, como erradicação da fome e combate à pobreza. A presidenta do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), Vanessa Petrelli Corrêa, integra a equipe.

Vanessa Petrelli Corrêa é doutora em teoria econômica pela Unicamp e mestre em teoria econômica pela UnB, fez graduação e economia pela Universidade Federal do Paraná . É professora licenciada da Universidade Federal de Uberlândia (MG). É a 23ª presidente do Ipea.

A primeira reunião do grupo será em setembro. “Estou ansioso com as recomendações [do grupo] sobre uma agenda global para depois de 2015 com responsabilidades compartilhadas para todos os países tendo como alvo a luta contra a pobreza e o desenvolvimento sustentável”, disse Ki-moon.

O grupo vai se debruçar sobre os seguintes temas: a redução da pobreza, melhorias na área de educação, igualdade de gênero, saúde infantil e materna, a estabilidade ambiental, tratamento para os doentes contaminados com o vírus HIV da aids. De acordo com um estudo recente de 2012, há progressos no combate à pobreza e melhoria da qualidade de vida nas comunidades pobres, assim como o abastecimento de água nos países menos desenvolvidos.

A criação do grupo de trabalho foi referendada durante as discussões na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em junho, no Rio de Janeiro. Na ocasião cerca de cem chefes de Estado e Governo participaram dos debates, além de aproximadamente 40 mil representantes de organizações não governamentais, do setor privado e da sociedade civil.

A equipe é formada por 26 pessoas sob a coordenação de Susilo Bambang Yudhoyono, da Indonésia, Ellen Johnson Sirleaf, da Libéria, e do primeiro-ministro britânico, David Cameron.

Por: Renata Giraldi
Fonte: Agência Brasil -EBC
Edição: Alberto Coura

Deixe um comentário