Campanha investiga emissões de queimadas na Amazônia Legal

Pesquisadores do Brasil e do Reino Unido realizam experimento de medidas atmosféricas para analisar emissões de queimadas. Durante o mês de setembro, cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entre outras instituições, participarão de campanha para coletar dados com instrumentos a bordo de avião que sobrevoará toda a Amazônia Legal, a partir de Porto Velho (RO).

A aeronave inglesa conta com sofisticados equipamentos de medidas de diversos tipos e origens, para caracterizar plumas de queimadas recém emitidas e envelhecidas, assim como o ambiente no entorno.

Denominada South American Biomass Burning Analysis (SAMBBA), a campanha envolverá várias instituições científicas, como UK-Met-Office e Universidade de Manchester, além do Inpe e Universidade de São Paulo.

As queimadas emitem para a atmosfera uma quantidade enorme de aerossóis e gases traços. A presença dos aerossóis altera o balanço de radiação, propriedades de microfísica de nuvens, ciclo hidrológico e a qualidade do ar das regiões perturbadas.

Os gases traços, alguns do efeito estufa, outros poluentes primários e secundários também geram perturbações importantes no ambiente.

Além de medidas de concentrações de aerossóis e dos mais relevantes gases traços, a campanha SAMBBA realizará medidas de propriedades de microfísica e radiação.

A caracterização e entendimento de como estas perturbações decorrem são necessários para diversas ações, desde a produção de artigos científicos até a melhoria dos modelos de química atmosférica utilizados no Inpe.

Por: Altino Machado
Fonte: Blog da Amazônia / Terra Magazine

Deixe um comentário