Licitação para projeto de hidrovia é suspenso

A licitação para o projeto da hidrovia Tapajós-Teles Pires, que vai ligar o norte do Mato Grosso até Santarém (PA) e facilitar o escoamento de soja, foi suspensa para mudanças no edital, o que deverá provocar atrasos na concretização da obra.

Essa licitação ocorreria na semana passada, mas foi adiada a pedido do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O órgão não informou as razões, mas o custo previsto para o projeto foi considerado baixo por interessados em concorrer. O valor do projeto no edital era de R$ 14 milhões. Ainda não há data para a nova concorrência.

A empresa vencedora teria um ano para fazer um estudo de viabilidade e um projeto da hidrovia. A partir desse material, o governo federal poderá iniciar os trâmites da obra, ainda sem custo estimado nem modelo de operação.

Com esse corredor nos rios Tapajós e Teles Pires, os setores produtivos do Mato Grosso estimam que o custo de transporte da soja teria redução de R$ 2 bilhões anuais. A obra é uma reivindicação antiga do agronegócio e seu plano vem desde a década de 1990, mas esbarrou em entraves burocráticos e chegou a ser questionada pelo Ministério Público Federal por questões ambientais.

Agora, com o objetivo de investir em novos sistemas de logística, o governo federal resolveu reativá-la.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário