Bovinos serão abatidos em MT por terem sido alimentados com cama de aviário

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou que serão abatidos 27 bovinos em Mato Grosso por terem se alimentado com a chamada cama de aviário, composta de restos de ração, penas, cascas de arroz e fezes de aves que forram o chão das granjas, e cujo uso é proibido pelo órgão oficial.

O uso da alimentação proibida para bovinos foi detectado em fiscalização e exames feitos pela Defesa Agropecuária, que determinou o abate dos animais que tiveram contato com o produto.

O procedimento, de acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Enio Marques, faz parte de exigências internacionais. “É uma forma de proteger o rebanho da possibilidade de doenças transmitidas por alimentos contaminados”, explicou, por meio de nota.

Esse tipo de alimentação é proibido para evitar o risco de contaminação do gado com a doença da vaca louca – encefalopatia espongiforme bovina (EEB).

Atualmente classificado como região de risco insignificante em relação à doença, status concedido em maio passado pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês), o Brasil mantém, de acordo com o Mapa, ações permanentes de prevenção. Um dos alvos principais da fiscalização é o monitoramento do uso de proteína animal na alimentação de ruminantes.

Por: Danilo Macedo
Fonte: Agência Brasil  – EBC
Edição: Davi Oliveira

Deixe um comentário