Carlos Amastha (PP) é eleito prefeito em Palmas (TO)

O colombiano naturalizado brasileiro Carlos Amastha (PP) venceu as eleições em Palmas

Carlos Amastha (PP) foi eleito prefeito de Palmas (TO).

Iniciadas com Amastha em terceiro lugar, de acordo com as pesquisas de intenção de voto, as eleições de Palmas sofreram reviravoltas que colocaram a candidata Luana Ribeiro (PR), que antes se destacava, fora da briga.

O candidato do PP, Carlos Amastha, é colombiano naturalizado brasileiro. Até agora a capital não havia tido um prefeito de fora do país.

Marcelo Lelis (PV) ficou em segundo lugar.

Amastha participou de uma disputa eleitoral pela primeira vez, e chamou atenção pelo sotaque carregado e seus discursos voltados aos empreendedores.

A partir do mês de setembro as pesquisas começaram a definir um cenário que se consolidou nas urnas, com Amastha e Lelis na liderança da disputa.

Os escândalos que envolvem o bicheiro do empresário Carlinhos Cachoeira, suspeito de vinculação ao jogo do bicho, também tiveram papel na disputa em Palmas .

O atual prefeito da cidade, Raul Filho, disse ter feito contato com Cachoeira em busca de auxílio financeiro para sua campanha, em 2004.

Por causa do escândalo, o partido optou em não lançar um candidato e adotou a estratégia de apoiar a candidata do PR, Luana Ribeiro , que se manteve em terceiro lugar durante a campanha.

Sete candidatos disputaram a prefeitura da capital do Tocantins, gerida desde 2004 por Raul Filho (PT). Além de Amastha e Lelis, também pleitearam o cargo de prefeito os candidatos Fábio Ribeiro (PTdoB), Luana Ribeiro (PR), Abelardo Gomes (PSOL), Luciano de Castro (PRP) e Professor Adail (PSDC).

O desafio do futuro administrador será gerenciar uma cidade que detém um crescimento demográfico forte e começou a ser construída no final da década de 1980 para ser a capital do Estado do Tocantins.

De acordo com a estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2011, o município já contava com pouco mais de 235 mil habitantes. Desse total, cerca de 150 mil pessoas estavam aptas a votar.

Palmas apresenta um Índice de Desenvolvimento Humano considerado elevado pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento): 0,8 ponto.

A capital do Tocantins, de acordo com o IBGE, apresenta um PIB (Produto Interno Bruto) de aproximadamente R$ 2,9 bilhões, estimulado principalmente pelo setor de serviços.

As microempresas são maioria, elas compõem mais de 80% das 6.276 empresas instaladas no município. A renda per capita de acordo com o levantamento feito pelo IBGE é pouco mais de R$ 15,7 mil.

Nas finanças públicas, o IBGE encontrou uma situação superavitária em 2009, com receitas orçamentárias realizadas (correntes) no valor de cerca de R$ 420 milhões e de despesas orçamentárias empenhadas que somaram pouco mais de R$ 345 milhões.

O município também recebeu aproximadamente R$ 145 milhões do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).

Fonte: UOL Notícias

Deixe um comentário