Marcus Alexandre (PT) é eleito em Rio Branco com margem apertada

Com menos de 3.000 votos de diferença, o petista Marcus Alexandre é o prefeito eleito de Rio Branco (AC), com 50,77% dos votos válidos. Tião Bocalom (PSDB) obteve 49,23% dos votos. Foram 90.557 votos para o petista, contra 87.818 para o candidato tucano.

Marcus Alexandre é apoiado pelo atual prefeito da capital acriana, Raimundo Angelim, e pelos irmãos Tião (governador do Estado) e Jorge Viana (senador pelo Acre), todos do PT. Sua vitória representa a continuidade do projeto do partido no Estado.

No primeiro turno, o petista já havia demonstrado seu favoritismo. Recebeu 48% dos votos válidos, contra 44% de Bocalom.

Na última pesquisa Ibope, os dois candidatos apareceram em empate técnico, com pequena vantagem para o petista.

Nascido em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, o prefeito eleito tem 35 anos e chegou ao Acre aos 22, em 1999, para trabalhar como engenheiro na Secretaria de Planejamento do Estado.

Em seguida, foi secretário-adjunto da pasta no segundo governo de Jorge Viana (PT), entre 2003 e 2006, e dirigiu o Departamento de Estradas de Rodagem do Acre, entre os anos de 2007 e 2012.

Entre suas principais propostas de campanha estão apresentar soluções para o trânsito, construir creches, implantar as secretarias municipais das Mulheres e dos Jovens e incentivar as hortas comunitárias.

Marcus Alexandre teve o apoio de oito partidos em sua coligação (PC do B, PPL, PV, PSB, PSDC, PR, PTN e PRB).

Durante a campanha, explorou o fato de ser do mesmo partido dos governos estadual e federal, o que lhe garantiria bom trânsito entre essas esferas de poder.

Na quinta-feira (25), a ambientalista e ex-ministra do Meio Ambiente no governo Lula, Marina Silva, esteve em Rio Branco para manifestar apoio a Marcus Alexandre.

O candidato declarou à Justiça Eleitoral ter gastado R$ 6.339 com a campanha até setembro. Até sexta-feira (26), o adversário tucano ainda não havia declarado suas despesas.

Fonte: Folha Online

Deixe um comentário