Usina de Estreito, entre Maranhão e Tocantins, vai ser inaugurada hoje

Hidrelétrica de R$ 5 bi vai gerar energia para 4 milhões de pessoas

A presidente Dilma Rousseff inaugura hoje a Usina Hidrelétrica Estreito, no Rio Tocantins, entre os estados do Maranhão e Tocantins. A central hídrica custou R$ 5 bilhões e tem capacidade de gerar 1.087 megawatt (MW), o suficiente para atender a demanda de quatro milhões de pessoas, segundo o grupo francês GDF Suez, que detém a maior participação na usina.

– A capacidade instalada de Estreito é equivalente à de uma usina nuclear de hoje – disse o presidente mundial da GDF Suez, Gerard Mestrallet, que veio ao Brasil para a inauguração da obra.

A hidrelétrica vai responder por um oitavo da capacidade de geração de energia da GDF Suez no Brasil. Segundo Mestrallet, o projeto empregou 22 mil pessoas e incluiu gastos de R$ 600 milhões em 39 programas socioambientais.

O próximo grande empreendimento do grupo no Brasil é a Usina Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, com uma capacidade instalada de 3.750 MW. O diretor-presidente da GDF no Brasil, Maurício Bahr, disse que a usina deve começar a gerar energia no primeiro trimestre de 2013. O executivo disse que o grupo não está negociando a venda de uma fatia na hidrelétrica de Jirau, conforme foi noticiado recentemente.

Ele afirmou que o grupo não será afetado pela decisão do governo de antecipar a renovação das concessões do setor elétrico que vencem entre 2015 e 2017:

– Nossa primeira concessão vence em 2028.

Por: Paulo Justus
Fonte: O Globo

Deixe um comentário