CMN autoriza recursos extras de R$ 880 milhões para crédito rural

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a liberação de R$ 880 milhões em recursos extras para linhas de crédito destinadas a produtores rurais. O Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) terá R$ 180 milhões para operações de custeio, além dos R$ 550 milhões previstos inicialmente, o que totaliza R$ 730 milhões disponíveis para empréstimo. Os agricultores da Região Sul, prejudicados pela estiagem, terão R$ 700 milhões adicionais, além dos R$ 500 milhões já destinados, totalizando R$ 1,2 bilhão.

De acordo com Francisco Erismá, coordenador-geral de Crédito Rural e Normas do Ministério da Fazenda, a ampliação de recursos para o Funcafé foi solicitada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o CMN aprovou o remanejamento. Segundo ele, o aumento se deve ao fato de haver demanda elevada pelo crédito dessa linha. “Estamos remanejando de linhas de crédito menos executadas”, explicou.

A autorização de crédito extra para os agricultores do Sul também se deve à alta demanda. O governo autorizou no ano passado a criação da linha de crédito para investimento no âmbito do Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf). Ela pode ser acessada por agricultores dos municípios que decretaram situação de emergência ou estado de calamidade pública entre 1° de dezembro de 2011 e 30 de abril de 2012, com reconhecimento do Ministério da Integração Nacional.

Por: Mariana Branco
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário