Freira integrante da CPT sofre tentativa de homicídio

Irmã Ângela de Matos, de 71 anos, teria sido mantida em cárcere privado por mais de 36 horas em sua casa, na cidade de Santa Fé, norte do Tocantins. Membro da CPT Araguaia-Tocantins, a religiosa teve os pulsos e tórax feridos pelo agressor e também sofreu tentativa de homicídio, segundo informações da Polícia Civil. Ela conseguiu pedir ajuda aos vizinhos na manhã desta segunda-feira, 7 de janeiro, após o agressor deixar sua casa.

A freira teria sido abordada por um homem na rua que a seguiu até sua a residência e fugiu pelo telhado, sem levar nada, após dias de cativeiro.

A Polícia Civil informou que não pode apontar a ligação de Irmã Ângela com a CPT como motivação para o crime e devido também à confusão dos fatos narrados pela freira, todas as hipóteses serão investigadas.

Irmã Ângela tem participado das pastorais sociais da Igreja desde o início dos anos 70, particularmente no Espírito Santo, no Mato Grosso e no Tocantins onde colaborou como agente voluntária e conselheira regional da Comissão Pastoral da Terra, sempre assumindo posturas corajosas na defesa e promoção dos direitos dos mais pobres. Nos últimos meses, apesar de uma saúde bastante debilitada, Irmã Ângela tem permanecido fiel à esta missão libertadora.

A religiosa passa bem e deve prestar depoimento assim que receber alta médica.

Fonte: CPT – Comissão Pastoral da Terra
Com informações do Jornal do Tocantins

Deixe um comentário