Filme “Tainá III” cria programa de preservação florestal e de índios da Amazônia

O filme que conta a história da indiazinha Wiranu vai plantar árvores e proteger os índios da Amazônia.Foto: Divulgação

O filme “Tainá III – A Origem” estreia na sexta-feira (8), rodeado de ações de sustentabilidade. A última parte da trilogia possui um site que convida os visitantes a plantarem árvores e ainda conta com um programa de preservação de terras indígenas.

A “Reserva Tainá”, principal ação de sustentabilidade do filme, incentiva os internautas a plantarem árvores nas regiões em que aconteceram as gravações, localizadas na Floresta Amazônica. Até o momento, mais de 21 mil mudas já foram disponibilizadas e plantadas virtualmente pels internautas. Cinco mil árvores já foram plantadas na floresta real e o restante, mais de 16 mil, será plantado após o lançamento da trama.

Outra ação de sustentabilidade desenvolvida pelos produtores de “Tainá III – A Origem” visa a preservação das terras indígenas, uma vez que a protagonista do filme é interpretada pela atriz mirim Wiranu, pertencente à etnia Tembé, que habita a Terra Indígena Alto Rio Guamá, no município de Paragominas (PA).

De acordo com os idealizadores da iniciativa, o objetivo da “Reseva Tainá” é capacitar os índios da etnia Tembé, para que eles participem do mercado de reflorestamento, gerando, assim, uma atividade sustentável de desenvolvimento econômico na região.

Para realizar o projeto de preservação da área indígena, a produção do filme firmou parceria com autoridades públicas, empresas e com a Funai, já que a reserva da etnia Tembé está vulnerável às ações de narcotraficantes, exploradores de madeira e posseiros.

Fonte:  CicloVivo

Deixe um comentário