Ibama libera parte do linhão de Tucuruí

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) emitiu ontem a licença de operação da linha de transmissão que liga a cidade de Oriximiná, no Pará, à Engenheiro Lechuga, no Amazonas. A linha é parte do bloco da malha de Tucuruí. A licença autoriza a operação de 558 quilômetros de linhas.

O empreendimento pertence à companhia Manaus Transmissora de Energia. O órgão também expediu a licença de operação para a linha da Eletronorte que interliga o sistema brasileiro de transmissão à Venezuela. No complexo hidrelétrico Guri. Essa linha tem a extensão total de 195 quilômetros.

Neste ano, o Ibama emitiu quatro licenças prévias, quatro de instalação e três de operação para linhas, além das que foram autorizadas ontem. O instituto tem sido criticado por retardar o licenciamento na área de energia e comprometer a geração das usinas no país.

Por André Borges
Fonte:  Valor Econômico

Deixe um comentário