Marcada audiência de conciliação entre trabalhadores da Hidrelétrica Jirau e empresas construtoras

A audiência de conciliação para resolver o impasse entre o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil do estado de Rondônia (Sticcero) e as empresas responsáveis pelas obras da Usina Hidrelétrica Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia, foi marcada para hoje (5) pelo presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 14ª Região, Ilson Alves.

O tribunal informou, por meio de nota, que o objetivo da audiência é resguardar os princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa, além de colher novos dados sobra a greve dos trabalhadores.

A decisão foi tomada depois que a Construções e Comércio Camargo Corrêa S/A impetrou dissídio coletivo de greve. O TRT determinou ainda que o Sticcero não obstrua o acesso de pessoas e veículos às instalações da empresa e nem ao canteiro de obras da usina. A multa diária para caso de descumprimento da ordem é R$ 50 mil por local ou bem obstruído, invadido, destruído ou ocupado.

Na ação, a empresa pede antecipação de tutela para a suspensão da greve, que começou na terça-feira (2); a declaração da ilegalidade e abusividade do movimento; a fixação de multa; o desconto dos dias parados; a decretação de responsabilidades; o retorno imediato do trabalho; e a convocação para audiência de conciliação.

Por: Aline Leal
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário