Vaga: Gerente do Programa Eco-Finanças da Amigos da Terra – Amazônia Brasileira

Amigos da Terra – Amazônia Brasileira, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, fundada em 1989, busca candidatos para gerência do Eco-Finanças, primeiro programa sobre sustentabilidade em instituições financeiras no Brasil, iniciado em 2000. Os interessados devem enviar carta com explicação das razões de seu interesse (máx. 10 linhas), CV completo e os contatos de três referências profissionais para o email cv@amazonia.org.br , indicando EF 2013 no campo “assunto”. Informações incompletas ou enviadas para outros e-mails não serão consideradas.

Atribuições

Coordenar o Programa Eco-Finanças, iniciativa pioneira no Brasil que atua nas áreas de finanças e sustentabilidade, reformas de políticas de instituições financeiras, políticas públicas e projetos específicos.

Manter interlocução com instituições financeiras, parceiros, consultores, Ministério Público, fontes de informação e atores locais, órgãos governamentais etc., representando a instituição.

Assegurar engajamento com atenção para questões de sustentabilidade perante financiadores públicos (BNDES, Banco Mundial) e privados, donos de projetos, órgãos governamentais e sociedade civil.

Monitorar a execução dos projetos do ponto de vista técnico e financeiro.

Preparar relatórios, informações, pareceres e instrumentos de comunicação para uso interno e externo.

Requisitos

Escolaridade: formação em nível superior, em curso compatível com sua área de atuação.

Experiência: pelo menos 5 anos em gerência intermediária, em empresas ou instituições relevantes.

Idiomas: domínio de inglês, inclusive redação fluente, e eventualmente outros idiomas.

Conhecimentos e Habilidades

  • Gestão de projetos
  • Cumprimento e monitoramento de cronogramas de trabalho.
  • Excelência na comunicação oral e escrita em português
  • Capacidade para falar em público Familiaridade com práticas e políticas de sustentabilidade na indústria financeira, p.ex. salvaguardas do BIRD, padrões de desempenho da IFC, políticas do BNDES, etc;
  • Conhecimento de práticas de avaliação do risco e de passivos, administração ambiental em instituições financeiras, (auto-)regulação do setor financeiro e marco regulatório na área de infraestrutura
  • Experiência e determinação na defesa de direitos difusos, disponibilidade para desafios inovadores.

Deixe um comentário