Indígenas definem territórios etnoeducacionais na Amazônia

Entre as prioridades estão a construção de escolas nas aldeias, formação de professores e produção de material didático específico

Os territórios etnoeducacionais foram implementados em 72 municípios do Amazonas. Para garantir o decreto de maio de 2009 ainda estão em desenvolvimento 41 territórios em todo o país. As informações foram divulgadas na última segunda-feira (17), pelo MEC (Ministério da Educação).

Estes espaços são organizados para garantir o desenvolvimento da educação em territórios indígenas, respeitando a cultura local. O objetivo inclui, segundo nota do MEC, “afirmar e manter a diversidade; fortalecer as práticas socioculturais e das línguas maternas; formular e manter programas de formação de pessoal especializado para a educação indígena; desenvolver currículos e programas específicos; elaborar material didático específico e diferenciado e afirmar as identidades étnicas”.

O decreto afirma que a União deve prestar apoio técnico e financeiro, para ações como a construção de novas escolas, formação de professores indígenas, alimentação dos alunos e produção do material didático.

Além do Amazonas, o projeto foi implantado nos últimos cinco anos em territórios indígenas do Mato Grosso, Rondônia, Pará, Tocantins, Goiás e Maranhão.

Fonte: R7

Deixe um comentário

Um comentário em “Indígenas definem territórios etnoeducacionais na Amazônia

  • 19 de junho de 2013 em 17:46
    Permalink

    excelente matéria tava na hora dos índios serem valorizados!

    Prof. Orlando Carneiro
    UFRR
    Boa Vista-RR

Fechado para comentários.