Aneel aprova elevação de cota da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem (2) o aumento da cota de reservatório da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, no Rio Madeira (RO), de 70,5 metros para 71,3 metros. Com isso, será possível agregar mais 207 megawatts (MW) médios à potência instalada da usina (3.150 MW). Segundo a Santo Antônio Energia, responsável pela obra, o aumento da cota vai possibilitar a inclusão de mais seis turbinas às 44 previstas inicialmente no projeto.

Os diretores decidiram, no entanto, que a Santo Antônio Energia terá que ceder 24,3 megawatts médios de garantia física para a Energia Sustentável do Brasil, responsável pela Usina Hidrelétrica Jirau, que também está sendo construída no Rio Madeira. A medida foi adotada porque os empreendedores alegavam que o aumento da capacidade de Santo Antônio iria prejudicar o desempenho de Jirau.

“É uma forma de equalizar a limitação física. Para que você chegue no máximo potencial energético, é preciso que os dois invistam e o que cada um quer supera o que fisicamente é possível. Então você dilui a frustração, porque se concentrar em um só o risco de não haver investimento é maior. Aí atende os dois”, explicou o diretor da Aneel, Julião Coelho, relator do processo.

De acordo com Coelho, a cessão será suspensa caso o governo brasileiro consiga fazer um acordo com o governo da Bolívia para aumentar o nível de Jirau, assegurando no mínimo 57,3 megawatts de garantia física para a usina, o que poderá alagar uma área do país vizinho. “Nesse caso, atende os dois naquilo que ambos gostariam e aí não faz sentido a cessão”.

Por: Sabrina Craide,
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Fábio Massalli

 

Deixe um comentário