Deter 2013: os mapas do desmatamento na Amazônia

Dados sobre o desmatamento na Amazônia brasileira referentes ao mês de maio confirmaram tendência de aumento na destruição da floresta. Houve um incremento de 470% no número de alertas do Sistema de Deteçção em Tempo Real (DETER) na comparação com o mesmo mês de 2012.

Com base nas informações fornecidas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) , é possível visualizar quais os municípios, unidades de conservação e terras indígenas foram mais desmatadas. Os dados foram incluídos na plataforma de mapas interativos de ((o))eco, InfoAmazonia

O mapa abaixo mostra os pontos de alerta de desmatamento segundo o sistema de detecção em tempo real. Cada um deles mostra a informação referente ao município, a área desmatada (em hectares) e data de detecção (em formato ano/mes/dia)

O município de Alto Boa Vista no Mato Grosso onde recentemente o governo federal realizou operação para retomada da Terra Indígena Xavante Maraiwatsede figura em primeiro lugar entre aqueles com maior número de alertas de desmatamento.


Mapa do desmatamento no município de Alto Boa Vista
Ative a camada de terras indígenas clicando no canto inferior esquerdo

A análise dos números do Deter por Unidades de Conservação indicam que a pressão ocorre em dois eixos de obras de infraestrutura. No entorno da rodavia BR-163, continua sendo afetada a Floresta Nacional do Jamanxin. E na região do rio Tapajós, onde se prevê a construção de pelo menos cinco usinas hidrelétricas, o desmatamento atinge a Área de Proteção Ambiental (APA) Tapajós.

Mapa de desmatamento na Floresta Nacional do Jamanxin

Fonte: O ((eco))

Deixe um comentário