Servidores penitenciários de Mato Grosso decidem suspender greve após reunião com governador

Os servidores penitenciários de Mato Grosso decidiram suspender a greve iniciada há uma semana. A decisão foi tomada pela categoria em assembleia na tarde de hoje (2). Na noite de ontem (1º), representantes dos servidores se reuniram com o governador do estado, Silval Barbosa (PMDB), que se comprometeu a reabrir a negociação com a categoria.

Os trabalhadores decidiram retomar as atividades após garantir algumas das suas reivindicações, entre as quais a de que, para o próximo concurso, será exigido nível superior, além do pagamento de insalubridade. O governo acenou com a possibilidade de conceder reajustes de 5%, em 2014, e 5%, em 2015, mas a proposta foi recusada pelos servidores. A categoria quer reajuste salarial de 75% (dividido em três parcelas, sendo 20% relativos a perdas acumuladas até 2012).

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado (Sindspen) informou que o salário inicial de R$ 1.938, pago a um agente, coloca a categoria entre as que recebem os piores salários da área de segurança pública estadual. O governo mato-grossense destaca, no entanto, que, com a aprovação, em 2011, do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, os servidores tiveram um reajuste de 17,6%, possibilitando ao servidor ascender a um salário de R$ 6,9 mil, o que coloca o agente na quinta posição da melhor média salarial brasileira.

A categoria decidiu que aguardará uma semana para que os demais itens da pauta de negociações avancem. Caso os trabalhadores não obtenham o resultado desejado, retomarão a greve a partir da próxima sexta-feira (9).

Por: Luciano Nascimento
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Aécio Amado

Deixe um comentário