Índios fecham 174 em protesto à PEC 215

Bloqueios na BR-174 estão sendo feitos dentro dos limites da Terra Indígena São Marcos

Cerca de 600 indígenas fecharam a BR-174, sentido Pacaraima, região Norte do Estado, em dois pontos. O protesto começou na madrugada de quarta-feira, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Eles cobram a presença de autoridades políticas no local. Apesar de o movimento ser pacífico, a PRF deslocou na tarde de ontem uma equipe de 20 agentes para o local, a fim de assegurar uma solução pacífica para a situação.

O bloqueio ocorreu na entrada do Surumu, a 175 quilômetros de Boa Vista, e próximo à comunidade do Sabiá, a 170 quilômetros da Capital. Até ontem à tarde, os manifestantes não estavam deixando passar nenhum veículo, nem mesmo ambulâncias, ônibus e transportes interestaduais.

O bloqueio faz parte do protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215, que retira a atribuição da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Executivo de promover a demarcação das reservas indígenas no país, transferindo para o Congresso Nacional.

Segundo o inspetor Alberto, da PRF, os indígenas estavam irredutíveis em relação à liberação da rodovia. “Quando insistimos muito, eles liberam apenas por alguns minutos a estrada e depois retomam o bloqueio”, disse. Ele afirmou que os indígenas afirmaram que só vão liberar o tráfego na região quando um político e a imprensa comparecerem ao local.

Mobilização

Os povos indígenas de Roraima realizaram uma mobilização na comunidade Indígena Sábia, Terra Indígena São Marcos, Município de Pacaraima, aproximadamente a 190 km de Boa Vista, com o intuito de reunir comunidades indígenas de várias etnorregiões do Estado para assumir o compromisso de luta pela garantia dos direitos conquistados pela Constituinte e protestar contra a PEC 215 e outras leis que violam os direitos indígenas.

O encontro contou com uma vasta programação, entre elas atividades culturais das comunidades e discussões sobre a PEC. Até então a organização do movimento havia esclarecido que nenhum momento estava na programação da mobilização o fechamento da BR-174, embora o acesso tenha sido construído dentro da Terra Indígena São Marcos.

A Folha tentou entrar em contato, durante toda a manhã, com os organizadores da mobilização, mas os telefones se encontravam fora da área de cobertura.

Fonte: Folha de Boa Vista

Deixe um comentário