Eleitores escolhem novo prefeito em Palestina do Pará

Prefeita eleita em 2012 teve o mandato cassado. Eleições suplementares encerram às 17h.

Os eleitores de Palestina do Pará, no sudeste do estado, escolhem neste domingo (3) o novo prefeito da cidade. Disputam o cargo Valciney Ferreira Gomes (PMDB), Abeuvaldo Pereira de Souza (PSDB) e Luiz Gonzaga de Albuquerque Sobrinho (PRD). As eleições encerram às 17h e a previsão é que o resultado possa ser divulgado às 19h.

A nova eleição ocorre após a cassação da prefeita reeleita nas eleições de 2012, Maria Ribeiro (PSDB). Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA), ela recebeu mais de 50% dos votos, mas teve seu registro de candidatura cassado pelo tribunal por conduta proibida durante a campanha eleitoral, além de compra de votos.

O diretor geral do TRE-PA, Miguel Santos, informou que 30 urnas foram enviadas para o município, incluindo as de contingências para evitar de qualquer maneira a votação em cédulas de papel.

“A expectativa é que o pleito transcorra dentro da maior tranquilidade, para que os eleitores possam exercer seus direitos como cidadãos. Os juízes eleitorais estão plenamente capacitados para conduzir o processo eleitoral tendo como apoio o Ministério Público”, disse o diretor.

Esse tipo de eleição, fora da data nacional, é chamada de “eleição suplementar” e ocorre de acordo com as mesmas normas adotadas nas eleições ordinárias. “As eleições suplementares, como a que ocorreu em Marituba esse ano, e que ocorrerá e em dezembro em Água Azul do Norte, seguem com tranquilidade, já temos a experiência com isso. Nossos presidentes de mesa, fiscais de sessão, estão preparados”, informou.

Os eleitores podem procurar os juízes eleitorais de plantão ou membros do Ministério Público para fazer denúncia de compra de voto, propaganda irregular ou qualquer outra irregularidade. O município de Palestina do Pará conta com 22 seções eleitorais distribuídas por locais de votação.

Eleitorado Palestina do Pará possui mais de 6 mil eleitores. Os que não estiverem no município devem procurar qualquer cartório eleitoral para justificar a ausência e, caso não o faça no mesmo dia, tem até o dia 2 de janeiro para apresentar a justificativa.

Fonte: G1

Deixe um comentário