Estado do Pará promoverá ecoturismo com financiamento do BID

O Estado do Pará receberá um empréstimo de US$ 26,4 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para estimular suas atividades de ecoturismo a fim de gerar novas oportunidades de emprego e aumentar a renda das famílias.

O Pará dispõe de uma abundância de riquezas ambientais e recursos culturais que poderiam servir como base para um forte setor de turismo, mas esse potencial ainda não foi plenamente desenvolvido. O Pará recebe apenas 0,29% do turismo internacional que visita o Brasil.

O estado tem mais de 60% da população vivendo na pobreza e 14% em pobreza extrema. Portanto, para assegurar que as novas receitas do turismo beneficiem os mais vulneráveis, o projeto se concentrará em seis municípios com alto potencial turístico e taxas de pobreza acima da média nacional.

Espera-se que o projeto ajude a criar mais de mil empregos formais diretamente ligados ao programa e que tire até 140mil pessoas da pobreza pelo efeito resultante do aumento do número de visitantes, ampliação do tempo médio de permanência e gastos mais elevados em turismo.

O programa financiará estudos, obras, equipamento e assistência técnica para aumentar o emprego formal em atividades características do turismo. Entre outros benefícios, melhorará a infraestrutura e os serviços básicos, atualizará as informações disponíveis sobre os mercados consumidores de ecoturismo e promoverá empreendedorismo e inclusão de famílias de baixa renda em atividades de ecoturismo.

O programa também fortalecerá a Secretaria de Estado de Turismo (SETUR) e seu sistema de estatísticas. Adicionalmente, melhorará a gestão ambiental e social pelo financiamento de planejamento, supervisão e monitoração do impacto ambiental.

O empréstimo do BID, com taxa de juros baseada na Libor, tem prazo de 25 anos e um período de carência de 66 meses.

Fonte: Assessoria BID

Deixe um comentário