Livro registra imagens de um dos últimos povos indígenas isolados da Amazônia

A publicação Zo’é, do fotógrafo paraense Rogério Assis, que será lançada no próximo dia 6 de novembro, em São Paulo revela imagens históricas de uma das últimas etnias indígenas isoladas da Amazônia Os índios Zo’e habitam uma área de refúgio, entre os rios Cuminapanema e Erepecuru, no norte do Pará, e procuraram manter-se afastados tanto dos povos indígenas vizinhos, que consideram inimigos, quanto dos brancos, que conheciam por meio de contatos intermitentes. São considerados um dos últimos povos “intactos” na Amazônia.

O contato com os brancos iniciou-se em 1987 e a partir daí eles saíram de sua condição de isolamento. As doze aldeias da Terra Indígena Zo’é mudam periodicamente de lugar dentro da área, respeitando o ciclo de produtividade de cada uma delas, preservando o meio ambiente e conservando a característica seminômade desse povo.

Com larga experiência em retratar povos indígenas amazônicos, Assis, que iniciou sua carreira em 1988, trabalhou em grandes jornais e foi fotógrafo correspondente da Folha de S. Paulo. Seu novo livro será lançado no próximo dia 6/11, quarta-feira, entre 18h e 20h, no Tijuana, Galeria Vermelho, à Rua Minas Gerais, 350, em São Paulo, SP.

Fonte: ISA – Instituto Socioambiental

Deixe um comentário