Inpa participa do projeto “Farmácia Verde” em Manaquiri

O projeto contará com um ciclo de palestras sobre plantas medicinais da Amazônia, frutos da região, além de debates e visita de campo

Nesta quinta e sexta-feira (29 e 30), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) participa do projeto “Farmácia Viva” em parceira com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). O projeto tem por objetivo obter conhecimento na área fitoterápica de tratamentos alternativos de plantas medicinais da Amazônia, química de plantas, frutas tropicais e sua conservação através da liofilização (técnica de desidratação de alimentos transformando em pó e mantendo as características nutricionais dos frutos). O evento acontece no município de Manaquiri (distante 54 quilômetros de Manaus).

O “Farmácia Viva” será desenvolvido no Centro de Treinamento de Produtores Rurais de Manaquiri e é direcionado aos acadêmicos de curso de Saúde Coletiva, profissionais de Saúde e demais interessados. Segundo os organizadores do evento, a ideia é contribuir para a formação acadêmica dos alunos, promover o conhecimento e práticas no contexto da saúde.

O projeto “Farmácia Viva” contará com um ciclo de palestras sobre plantas medicinais da Amazônia, frutos da região, debates e visita de campo. O projeto é resultado da vontade política de professores e acadêmicos do curso de Bacharelado em Saúde Coletiva da UEA, juntamente com o Inpa, o Centro de Treinamento de Produtores Rurais de Manaquiri, Prefeitura de Manaquiri e Prefeitura Municipal do Careiro.

Um dos palestrantes será o pesquisador do Laboratório de Físico-Química de Alimentos do Inpa (LFQA/ Inpa) Jaime Aguiar, que destacará o potencial nutricional de aproximadamente 30 frutos amazônicos e o trabalho desenvolvido no laboratório com frutos liofilizados. Entre os frutos estão a pupunha, tucumã, açaí, castanha, abricó, camu-camu e o cubiu.

“Queremos mostrar para a população que os nossos frutos são ricos em vitaminas e sais minerais. Eles têm um alto valor nutricional, muitas vezes estão à disposição da população, mas a maioria das pessoas prefere consumir as frutas que vem de fora como a maçã e a uva”, destacou Aguiar.

Em 2013, o Inpa lançou o livro Fruteiras da Amazônia – potencial nutricional, de autoria de Lucia Kiyoko (in memorian), Kaoru Yuyama, Jaime Aguiar, Fernando Alencar, Dionísia Nagahama e Helyde Marinho.

Programação

De acordo com a programação, na quinta-feira (29), acontecem as palestras “Aspectos gerais da caferana”, “Produção de medicamentos fitoterápicos para Atenção Básica de Saúde”, pelo doutor em Botânica Econômica, o pesquisador do Inpa Juan Revilla; “Extratos de plantas amazônicas para fito fitoterápicos, com Tais Xavier, mestre em Biotecnologia pela UEA; “Conhecimentos populares de plantas amazônicas”, pela mestre em Botânica pelo Inpa, Rina Fatima Maranhão de Oliveira; “Óleos essenciais para remédios, perfumes e inseticidas, com o doutor Juan Revilla e Jessica Moraes.

Na sexta-feira (30), o evento inicia com a palestra “Fruticultura na Amazônia e produção de extratos” com o doutor Kaoru Yuyama, pesquisador do Inpa; “Adaptações das variedades da camu camu em terra seca”, com o pesquisador Jhon Paul Mathews Delgado; e finalizando o ciclo de palestras o pesquisador do Inpa, Jaime Aguiar fala sobre “Transformações de frutos em extratos secos”.

Fonte: INPA

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*