Motoristas e cobradores de Cuiabá decidem encerrar greve

Depois de uma assembleia, na manhã de hoje (24), os trabalhadores da rede de transporte coletivo de Cuiabá e região metropolitana decidiram encerrar a greve que começou na última terça-feira (20) e voltar imediatamente ao trabalho após negociação entre o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores do Transporte Coletivo (Stett) e o sindicato patronal.

Na assembleia, os funcionários aceitaram a proposta dos patrões de reajuste salarial de 7,15%. Com o aumento, os motoristas que ganham R$ 1.680 passam a receber R$ 1.800. Também ficou acordado que, a partir de dezembro, será pago tíquete-refeição com valores entre R$ 50 e R$ 100. Também ficou decidido que os trabalhadores não vão ter os dias de greve descontados da folha de pagamento.

Ontem (23) à noite, a prefeitura de Cuiabá entrou com uma ação pedindo que as empresas garantissem a circulação de pelo menos 70% da frota e determinando uma multa de R$ 200 mil por dia, para o sindicato e os patrões, em caso de descumprimento. Todos os dias, cerca de 300 mil pessoas utilizam o transporte coletivo na capital mato-grossense e entorno. Juntas, as cidades de Cuiabá e da região metropolitana têm frota diária de 450 veículos.

Por: Pollyane Marques
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Denise Griesinger

Deixe um comentário