Curso capacita sobre gestão ambiental de terras indígenas

Gestores de Roraima debateram e apresentaram alternativas para a região

O curso básico de formação em Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI) na Amazônia, em Roraima, chegou ao fim na sexta-feira (15/08). A representante da Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável (SEDR) do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Roseli Bueno de Andrade, participou do seminário de encerramento. “Buscamos contribuir com o debate sobre o programa de formação e a implementação da PNGATI na região”, disse ela. O MMA apoia 14 projetos em Roraima, por meio do Projeto Demonstrativo dos Povos Indígenas (PDPI).

Durante o seminário, os alunos apresentaram às instituições e aos parceiros presentes os resultados de seus trabalhos desenvolvidos de forma colaborativa ao longo do processo formativo, com o objetivo de implementar iniciativas de gestão territorial e ambiental de terras indígenas na região. O curso ocorreu no Centro Indígena de Formação e Cultura Raposa Serra do Sol, no município de Pacaraima (RR), a três horas de carro de Boa Vista.

PARCERIAS

O curso sobre PNGATI para gestores indígenas e não indígenas de Roraima é realizado desde maio de 2013, em turma de 30 alunos composta por gestores públicos da Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Universidade Federal de Roraima (UFRR) e indígenas dos povos Ingarikó, Macuxi, Sapará Taurepang, Wapichana, Yanomami e Ye’Kuana, vinculados a diferentes associações.

A iniciativa é do Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), em parceria com MMA, Funai, ICMBio, Projeto GATI, GIZ, Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) e Conselho Indígena de Roraima (CIR).

Fonte: MMA – Ministério do Meio Ambiente

Deixe um comentário