AM: Eduardo Braga e José Melo confirmam previsões e levam disputa para o 2° turno

Segundo turno das eleições para o Governo do Estado traz dois ex-aliados numa rivalidade acirrada, após campanha marcada por polêmicas

Eduardo Braga e José Melo disputarão o Governo do Amazonas no segundo turno (Reprodução/ internet)

Mesmo com a entrada de novos atores no cenário, a disputa para o governo do Amazonas se centra nos nomes conhecidos e não surpreende: matematicamente, Eduardo Braga (PMDB) e José Melo (Pros) levam adiante a rivalidade acirrada no primeiro turno, após campanha marcada por polêmicas entre os ex-aliados, confirmando o que já havia sido divulgado em pesquisas prévias.

Com mais de 92% dos votos válidos apurados, é numericamente irreversível o cenário em que o atual Governador e o atual Senador disputam frente a frente o comando do Amazonas pelos próximos quatro anos, num segundo turno das eleições 2014. Foram totalizadas

Marcelo Ramos (PSB) foi o grande responsável por empurrar a votação para o segundo turno, já que galgou quase 13% dos votos válidos do eleitorado amazonense, com seu discurso de renovação política. Ramos perde sua cadeira na Assemgbleia Legislativa do Estado, mas ganha musculatura política para uma próxima disputa.

Apuração

Às 19h10, com 92,57% das seções contabilizadas, José Melo (Pros) continua figurando em primeiro lugar para o cargo de Governador do Amazonas, com 42,85% dos votos válidos, sendo 659.142 votos. Eduardo Braga (PMDB) aparece logo atrás, com 42,59% dos votos válidos (655.074 votos); seguido por Marcelo Ramos (PSB), com 11,56% (177.755 votos).

Até o momento, o número de abstenções é de 393.974, o que corresponde a mais de 19,02% do eleitorado amazonense. Votos em branco e nulos somam mais de 8% nesta etapa.

Expectativa

Na manhã deste domingo (5), durante sua votação, Braga afirmou que torcia por uma vitória ainda no primeiro turno: “Eu acredito que o povo vai expressar a sua vontade nas urnas e tomara Deus que a gente possa terminar a eleição no dia de hoje”, declarou ao chegar na seção de votação. Ele, porém, disse que encara com “humildade” o resultado das pesquisas.

Já Melo aguardava or esultado com boas expectativas, ainda pela manhã. “Consegui fazer uma campanha de propostas, resisti a todas as tentações que uma campanha impõe e consegui fazer isso até o fim”, disse.

Fonte: A Críticas

Deixe um comentário