Amazonas tem 22 presos por crime eleitoral

Apesar de ter sido considerado tranquilo pelas forças de segurança, o segundo turno no estado do Amazonas registrou ao menos 22 prisões por crimes eleitorais. Nos 32 municípios onde o Exército está atuando, foram feitas oito prisões por transporte ilegal de eleitores e boca de urna e um veículo foi apreendido.

A Polícia Civil registrou 37 ocorrências de crimes eleitorais, com 14 prisões em flagrante e R$ 89.830 apreendidos em espécie, dois inquéritos instaurados e 416 litros de gasolina apreendidos no interior do estado. Já a Polícia Militar prendeu dois peruanos em Tabatinga, R$ 62 mil e drogas. Ainda não se sabe se essa ocorrência tem ligação com as eleições. Na capital foi registrado um veículo roubado, um roubo e um atropelamento com vítima fatal.

Até o presente momento, do total de 6.535 urnas, apenas 20 tiveram problemas e precisaram ser substituída, o que representa 0,3%. A desembargadora Socorro Guedes, presidente do TRE-AM, considera que a eleição foi um sucesso.

“A justiça eleitoral está extremamente satisfeita com esse pleito. Tive contato com todos os juízes eleitorais e todos disseram que tudo transcorreu na mais absoluta tranquilidade. Tivemos alguns casos de tentativa de compra de voto, mas entendemos que foi realmente a eleição mais tranquila do estado”.

Por: Akemi Nitahara
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Marcos Chagas

Deixe um comentário