Conferência global sobre carne sustentável realiza dias de campo em Alta Floresta

A Conferência Global Sobre Carne Sustentável, organizada pela Mesa Redonda Global para a Carne Bovina Sustentável (The Global Roundtable for Sustainable Beef – GRSB), que reuniu especialistas, organizações e empresas do setor na última semana, em São Paulo, realizou também atividades de campo entre os dias 06 e 07 de novembro em Alta Floresta, Mato Grosso.

Cerca de 30 pessoas viajaram para a região norte do estado com o objetivo de conhecer ações que estão sendo desenvolvidas por pecuaristas do município de Alta Floresta, apoiadas pelo Instituto Centro de Vida (ICV) e parceiros, através do Programa Novo Campo, que promove práticas sustentáveis em fazendas de pecuária na Amazônia, melhorando seu desempenho econômico, social e ambiental. Os participantes da visita técnica tiveram a oportunidade de conversar com os pecuaristas que são os protagonistas dessa nova pecuária, que visa reduzir o desmatamento, conservar ou recuperar os recursos naturais e fortalecer a economia local, através da implantação de boas práticas agropecuárias.

A primeira parada foi na fazenda São Matheus, onde o proprietário, Francisco Militão, contou um pouco da sua trajetória, dos desafios dessa nova iniciativa e, principalmente, dos resultados já conquistados. “Estou há 30 anos em Alta Floresta e há quase 20 nesta propriedade, que antes era uma plantação de cacau. E, pela primeira vez, me sinto um empreendedor rural. Estamos nos esforçando para fazer uma pecuária diferente, mais sustentável, que nos dê orgulho e gostaríamos muito que as pessoas reconhecessem esses esforços”, declarou.

A segunda propriedade visitada foi a Fazenda Bevilaqua, onde os visitantes puderam conhecer, entre os vários componentes das boas práticas agropecuárias, a implantação do sistema silvipastoril, que agrega o componente florestal junto com a pastagem. “Este é um elemento novo para algumas pessoas, principalmente os estrangeiros, que não estão acostumados a ver árvores junto com a pastagem”, evidenciou o proprietário, Celso Bevilaqua.

Para Vando Telles, coordenador da Iniciativa Pecuária Integrada do ICV, a visita técnica serviu para mostrar aos representantes dos setores da indústria e comércio de carne mundiais que existem ações práticas demonstrando a viabilidade de uma pecuária mais sustentável. “É importante que todos os elos da cadeia produtiva da carne estejam envolvidos e conscientes do papel de cada um neste processo”, comentou.

Sheila Guebara, coordenadora executiva do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS), mesa redonda brasileira de pecuária sustentável, que coordenou as atividades da Conferência, disse que o objetivo principal da visita técnica foi conquistado. “Nosso interesse era aproximar os atores envolvidos com o tema pecuária, produtor, indústria, comércio e organizações, para facilitar esse diálogo em busca de soluções. Ficou evidente que existe interesse de ambas as partes em construir uma pecuária melhor”, concluiu.

Saiba mais sobre o Programa Novo Campo aqui.

Fonte: ICV – Instituto Centro e Vida

Deixe um comentário