Índios protestam contra falta de assistência médica em Roraima

Índios Yanomami ocupam desde a noite dessa segunda-feira o prédio da Sesai, a Secretaria Especial de Saúde Indígena na capital de Roraima, Boa Vista. E apesar de estarem munidos de arcos e flechas os índios afirmam que a manifestação é pacífica.

Eles exigem a exoneração da Coordenadora do Distrito de Saúde Indígena Yanomami, Maria de Jesus do Nascimento.

Em todo o Estado, são mais de 300 comunidades Yanomami e 37 pólos-base para assistência à saúde. Mas segundo a liderança Júnior Hekurari Yanomami, falta de tudo um pouco nessas unidades: “Estamos ocupando o prédio do Distrito Yanomami por falta de saúde em área Yanomami…. poucos profissionais… tá com quatro meses sem visita de equipe nas comunidades mais afastado”.

Hekurari denuncia ainda o alto índice de mortes entre os Yanomami, inclusive entre os internados na Casai, a Casa de Saúde do Índio: “Relatório que a gente tem … motivo de morte… sem esclarecimento. Tem outros que morreram de desnutrição, diarréia, de pneumonia… principalmente crianças. 80% de crianças morrem de diarreia, desnutrição, por causa disso”.

O líder indígena afirma que já encaminhou as demandas do povo à Sesai em Brasília.

Por telefone, a Assessoria do Ministério da Saúde informou que está em contato com os indígenas para entender os motivos da manifestação. E só após conversar com os índios, vai tomar uma decisão em relação à Coordenadora do Distrito.

No ano passado, uma manifestação semelhante derrubou a então Coordenadora, Joana Claudete. Logo após, assumiu a atual chefe do Distrito, Maria de Jesus.

Por: Graziele Bezerra e Ariane Póvoa
Fonte: Radioagência Nacional (EBC) 

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.