Maranhão: Incra recebe outra parte da Fazenda Cipó Cortado

Mais uma área de 1.547,6919 hectares da Fazenda Cipó Cortado foi transferida para a Superintendência Regional do Incra no Maranhão (Incra/MA) criar um projeto de assentamento. O ato de desafetação – ato pelo qual o Estado torna um bem público apropriável – da referida área, localizada no município de João Lisboa, foi assinado no dia 3 de fevereiro, pelo ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias.

Dos 7.206,7860 hectares que compõem a área total da Fazenda Cipó Cortado, 5.678,0932 hectares de terras públicas federais pertencentes à Fazenda estão sendo pleiteados pelos trabalhadores rurais. No ano de 2013, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) já havia atendido parte da demanda de movimentos sociais e transferiu para o Incra/MA 2.778,6433 hectares, onde foi criado o assentamento Cipó Cortado, com capacidade para 141 famílias. Resta apenas a desafetação de 1.351,7580 hectares para conclusão do processo.

Histórico

A reivindicação das terras da Fazenda Cipó Cortado data da década de setenta. Após anos de conflitos com os latifundiários que invadiram a gleba pública, os trabalhadores voltaram a ocupar as terras. Há pelo menos dez anos, de forma organizada pelos movimentos sociais que os representam, os trabalhadores rurais estão acampados na área.

A maior parte da área da Fazenda Cipó Cortado, está localizada dentro da Gleba Boca da Mata/Barreirão, que situa-se nos municípios de João Lisboa e Senador La Rocque. As áreas solicitadas pelos trabalhadores rurais possuem capacidade para assentar cerca de 230 famílias.

De acordo com o superintendente Regional do Incra-MA, Jowberth Alves, a previsão é de que até o mês de março o Incra/MA crie o assentamento na área que foi transferida e inicie o trabalho de cadastramento das famílias que serão assentadas. “Depois que as famílias forem cadastradas daremos início à divisão dos lotes”, explicou Jowberth, ressaltando que está aguardando a desafetação dos 1.351,7580 que faltam para conclusão do processo.

Fonte: Incra

Deixe um comentário

3 comentários em “Maranhão: Incra recebe outra parte da Fazenda Cipó Cortado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*