Governo do Amazonas fechará parceria com Google para serviços tecnológicos educacionais

Cerca de 16 mil professores 450 mil alunos da rede estadual terão acesso gratuito aos serviços e aplicativos digitais “Google Educação”

O governador José Melo (Pros) formaliza, nesta terça-feira (7), parceria do Governo do Amazonas com a empresa Google para um pacote de serviços tecnológicos educacionais, que beneficiará mais de 16 mil professores e 450 mil alunos da rede estadual de ensino. As informações são da Secretaria de Estado de Comunicação Social.

O objetivo, de acordo com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), é favorecer o processo educativo a partir da inclusão digital. A assinatura do termo de parceria será às 14h30, na sede do governo, no bairro Compensa II, Zona oeste.

Juntamente com o governador, participarão da cerimônia o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, e os representantes da empresa Google: Oyesiku (Global lead for Education Access solutions), Jack Férmon (Head of Latin America, Education go Digital), Alexandre Jacquet (Technical Program Manger/Brasil) e Thais Blumenthal de Moraes (New Business Development/Brasil).

Com a parceria, professores e alunos da rede estadual de ensino terão acesso gratuito aos serviços e aplicativos digitais “Google Educação” (Google Education). Para otimizar a utilização dos novos recursos tecnológicos disponibilizados pelo projeto, a Seduc em parceria com a Google colocará em prática um amplo projeto de formação destinado a professores e futuramente para alunos monitores.

Modelo

Em São Paulo, o Governo do Estado fechou parceria com a empresa em 2013.

Entre as ações da parceria em São Paulo está a criação de canais de transmissão customizados por meio do sistema Hangout para facilitar a interação em tempo real entre estudantes e professores, e criar grupos de estudo por disciplina ou área de interesse.

Por meio da plataforma, os professores podem ensinar novos conteúdos para os alunos como atividade extra-curricular. Além das videoconferências (Hangout), os novos aplicativos permitem a construção de materiais em tempo real entre diversos alunos e a tutoria de professores. É possível ainda a criação de rede sociais e canais para escolas, diretorias e setores administrativos, promovendo e aperfeiçoando a comunicação virtual.

Os alunos contam com emails personalizados com capacidade de 25 GB (o padrão do Google é 1 GB), o que possibilitará o armazenamento e a troca de material entre eles, além de acesso à rede social específica da secretaria.

Fonte: A Crítica

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*