Comércio ilegal ameaça tartarugas de extinção na Amazônia

Na região do Alto Juruá, no Amazonas, a captura descontrolada de tartarugas pode comprometer o futuro da espécie.

A denúncia é de um morador da região, Horizon Cavalcante. A pesquisadora do Instituto Mamirauá, Ana Júlia Lenz, diz que a captura de tartarugas no estado para o comércio ilegal é uma prática comum. Ela confirma o risco de extinção das espécies.

O Ibama afirmou não ter conhecimento do caso, e registrou a ocorrência no Sistema Linha Verde, da Ouvidoria, para as devidas providências.

Ainda de acordo com o Ibama [Instituto Brasileiro dos do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis], técnicos realizam operações periódicas nas regiões onde ocorre a desova de quelônios.

No Amazonas, as fiscalizações são feitas entre junho e julho, início da vazante, e entre agosto e outubro – época da desova e da reprodução.

Por: Graziele Bezerra
Fonte: Radioagência Nacional 

 

Deixe um comentário