Evento traz time de chefs, gestores e personalidades para uma conversa aberta sobre sustentabilidade

Em sua quarta edição, Literatura & Sustentabilidade inova abordando temas como culinária e produção audiovisual na Amazônia.

Em seu quarto ano consecutivo, o evento Literatura & Sustentabilidade, que acontece dentro da Feira Pan-Amazônica do Livro, decidiu inovar. Além dos pertinentes temas das mudanças climáticas no Brasil e no mundo e da valorização dos recursos naturais e biodiversidade da Amazônia, em 2015 o bate-papo aberto ao público na tarde do próximo dia 30, no Hangar (Belém-PA), ganha novos sabores e olhares ao abordar a gastronomia amazônica e sua forte relação com a cadeia de produtores locais, e a produção audiovisual sobre a floresta.

O tema audiovisual ligado à biodiversidade será muito bem representado no evento por dois grandes nomes. Um deles é o da atriz e apresentadora Regina Casé, que acumula participações em importantes peças teatrais, novelas, séries, programas e filmes nacionais. No comando do programa “Um Pé de Quê?”, dirigido por Estevão Ciavatta em coprodução com o Canal Futura, Regina faz um passeio pelas mais diversas histórias das espécies de árvores, além de relacioná-las com a história brasileira – e também já virou livro. “Sempre fui apaixonada pela natureza e, ao apresentar o ‘Um Pé de Quê?’, percebi o quanto é importante trazer as árvores para o dia a dia das pessoas. Muitos telespectadores que acompanham o programa já enxergam a mata de outro jeito, já reconhecem muitas árvores ali presentes e acabam ficando próximas daquele universo através da música, da culinária, da história, da tecnologia, da antropologia”, destaca a apresentadora que celebra este ano a 15° temporada de sucesso.

Estevão traz ao evento sua experiência como autor, diretor e produtor de cinema e TV. Formado em 1993 no Curso de Cinema da Universidade Federal Fluminense, tem em seu currículo a direção de algumas centenas de programas para a televisão, como os premiados “Brasil Legal” e “Central da Periferia”. Estevão diz que no último ano a Amazônia virou uma espécie de obsessão. “Li quase tudo que saiu sobre o assunto ultimamente e resolvi ir a campo. Foram 45 dias de viagem por terra, água e ar percorrendo mais de 10 mil quilômetros, tentando entender uma região que continua desconhecida da maior parte da população brasileira, ainda que o Brasil coma a carne, use a eletricidade, vista o algodão, beba a água e pise a madeira que vem dela”, explica Ciavatta, que dirigiu a série-documentário Amazônia S/A – que resultou dessa expedição –, recentemente exibida no Fantástico.

Um time de chefs de primeira também vai introduzir novos sabores à conversa: Alex Atala, chef e proprietário dos restaurantes D.O.M., Dalva e Dito e Riviera Bar e co-fundador do Instituto ATÁ, formado na Escola de Hotelaria de Namur, na Bélgica, e amplamente reconhecido por uma cozinha cuja inovação é fruto da variedade de sabores dos ingredientes brasileiros; o paraense Thiago Castanho, que combina a cozinha tradicional com técnica e criatividade, se relacionando com microprodutores – muitos dos seus ingredientes são de lugares próximos a Belém, como a Ilha do Combú; e Roberto Smeraldi, jornalista, fundador e diretor, desde 1989, da OSCIP Amigos da Terra – Amazônia Brasileira. Smeraldi já publicou ensaios e livros sobre desenvolvimento, sustentabilidade, políticas públicas, Amazônia, florestas, viagem e gastronomia e, ao lado de Alex Atala, compõe a equipe multidisciplinar do Instituto Atá, que tem a proposta de aproximar o saber do comer, o comer do cozinhar, o cozinhar do produzir, e o produzir da natureza.

Atala, que se tornou em 2015 o chef brasileiro mais bem avaliado do Guia Michelin, além de ser o melhor chef do mundo pela escolha dos chefs (Chef´s Choice) da publicação inglesa Restaurant Magazine, assina livros como “D.O.M. Redescobrindo Ingredientes Brasileiros” e “Escoffianas Brasileiras”. Já Thiago Castanho lançou recentemente “Cozinha de Origem”, um diário gastronômico de sua família escrito em parceria com a jornalista Luciana Bianchi, homenageando a cozinha paraense tradicional com receitas dos restaurantes Remanso do Peixe e Remanso do Bosque. “Participar de um evento sobre o tema que está presente no nosso dia a dia é um prazer. Queremos mostrar um pouco da nossa relação com a cidade, com os produtores e como o ambiente influencia diretamente no desenvolvimento do trabalho”, conta Thiago.

O engenheiro florestal, consultor e empreendedor social em sustentabilidade, floresta e clima Tasso Azevedo retorna ao evento para compartilhar ideias sobre mudanças climáticas e seus efeitos sobre a qualidade de vida das pessoas. Formado pela Escola Superior de Agricultura da Universidade de São Paulo, Tasso foi uma dos principais envolvidos na concepção e implementação do Plano Nacional do Brasil de Combate ao Desmatamento na Amazônia, que resultou em um declínio de mais de 75 no desmatamento na região, bem como na criação do Fundo Amazônia e a identificação de alvos do Brasil para reduzir as emissões de gases de efeito estufa.

Ao lado dele, a administradora de empresas graduada pela Universidade de São Paulo Renata Puchala. Na Natura desde 2000, Renata atuou como gerente de marketing e negócios por 12 anos, sendo diretamente responsável pela linha Ekos, pioneira em um modelo de negócios sustentável baseado na utilização de ativos da biodiversidade brasileira em parceria com 32 comunidades tradicionais em todo o Brasil. Possui 10 anos de experiência no desenvolvimento de cadeias produtivas sustentáveis junto a comunidades tradicionais, fortalecimento de lideranças e cooperativas, e arranjos de desenvolvimento local. Nos últimos três anos, assumiu a liderança do Programa Amazônia, cujo principal objetivo é fomentar e escalar na região uma economia inclusiva de Floresta em Pé. Vem desde então desenvolvendo arranjos multisetoriais em prol do da criação e fortalecimento de negócios sustentáveis e inclusivos que gerem desenvolvimento social, ambiental e econômico para a região.

O evento Literatura & Sustentabilidade 4 é uma realização do Imazon em parceria com a Natura e apoio do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Cultura, e XIX Feira Pan-Amazônica do Livro. As inscrições para o bate-papo são gratuitas e podem ser feitas enviando um e-mail para literatura@imazon.org.br.

Serviço

Literatura & Sustentabilidade 4

Moderadores: Pesquisador do Imazon Beto Veríssimo e jornalista Úrsula Vidal.

Dia: 30/05/2015

Hora: 15h-19h

Local: Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia

Auditório Benedito Nunes

Como participar: enviando nome para o e-mail literatura@imazon.org.br

Fonte: Imazon

Deixe um comentário